Vinde comer!

Luísa Alexandra

Manjar de ideias doces

febras grelhadas

Mãe, pai, vinde comer!

Quase diariamente esta é a minha frase de eleição quando termino de cozinhar. E não, ela não é dita para os meus filhos ou marido porque não os tenho, mas sim para os meus pais! O gosto pela cozinha surgiu naturalmente quando a minha mãe mostrou que cozinhar era apenas uma rotina sem gosto. Para mim não. Cozinhar trata-se de um mini roteiro, pensar no que fazer (às vezes inventar um almoço ou um jantar com o que tenho no frigorífico), inspirar-me na internet e ir para o fogão.

O facto de me inspirar na internet, fez com que tenha uma lista de blogues de receitas que sigo, entre eles:

Outras vezes vou simplesmente ao Google e procuro inspiração com o ingrediente principal, como hoje que são febras. Optei por grelhar e servir com este aspeto: http://www.e-leclerc.pt/index.php/pratos-economicos/76-febras-grelhadas.

Às vezes a inspiração passa simplesmente pelos temperos, ou pelo modo de apresentação, para não cair numa rotina de fazer quase sempre o mesmo todos os dias.